Quando eu comecei a escrever o blog alguns anos atrás, o facebook já existia e esses eram, basicamente, os dois canais de comunicação que alguém que estava começando uma empreitada pequena e despretensiosa na internet tinha.

Meu primeiro blog começou a ser escrito no blogspot.com, o template era bem simples, feito por mim, e fui contando para as pessoas que me seguiam no facebook sobre as novidades que dia a dia eu dividia nele. Era quase massante, todos os dias eu escrevia para contar que tinha uma novidade no blog, que na época começou – há 6 anos atrás – divulgando as festas que eu via na internet e mais gostava.

Essa foi minha primeira logomarca, foi o começo de tudo!

Eu navegava por horas de perfil em perfil e as festas daqui ou de fora que mais me encantassem iam para o blog com a autorização da mãe ou do decorador, junto com as minhas opiniões – era super textões, diferente de agora, rs – a respeito dela e a ficha técnica dos fornecedores.

Essa, definitivamente, é uma das maneiras de se tornar expert em um assunto: pesquisar, pesquisar, pesquisar, estudar, estudar, estudar e por fim, colocar em prática.

Quando eu finalmente criei minha fanpage no facebook, convidei as pessoas para seguir e ultrapassei 8 mil seguidores, entendi que era hora de deixar tudo ainda mais profissional.

Como consegui esse número expressivo sem nunca ter tipo uma página ou um site/blog na vida? Engajando não só as pessoas que me acompanhavam no perfil pessoal, como divulgando cada publicação nova, cada assunto novo, criando conteúdo para entreter e acrescentar alguma coisa na vida delas e convidando as novas decoradoras que não paravam de chegar a curtirem, divulgarem e marcarem minha página e meu blog.

Essa é a carinha atual do blog/site e sou apaixonada!!!

A partir daí surgiram mais algumas necessidades, deixar a logo ainda mais profissional, colocar o meu nome em primeiro plano e o do Criando e Contando em segundo, sem perder o enfoque e levar meu blog a uma plataforma com mais possibilidades e que o tornasse fácil de navegar, responsivo e rastreável pelos mecanismos de busca – lê-se: google! rs -.

Minha segunda logomarca

Antes mesmo do Instagram o site já tinha mais de 1 mil visitantes únicos diários vindos do google em sua maioria e a fanpage chegava a marca de 16 mil seguidores totalmente orgânicos.

Quando o Instagram chegou e eu um pouco relutante criei o meu perfil, enxerguei o potencial dessa ferramente tão maravilhosa e sem pensar duas vezes, mais do que nunca, coloquei a boca no mundo, mostrei meu rosto e comecei a contar minha história e foi isso que me levou, organicamente mais uma vez, a marca dos quase 18 mil seguidores, uma audiência engajada, seguidores que viraram amigos e que hoje acompanham o dia a dia da minha empresa.

Envolver essas pessoas no meu processo de criação e dividir com elas um pouquinho da minha vida, do meu trabalho, das minhas paixões e do conhecimento que adquiri ao logo desses anos em todas essas aventuras, foi essencial para que hoje, nas duas redes, totalizemos mais de 32 mil pessoas de todo Brasil e do mundo!

Isso só prova a ideia dessa publicação: Não tenha medo de mostrar o seu trabalho!!

Se isso não te convenceu, a frase que meu pai mais diz na vida e sempre fez todo sentido pra mim vai dar um jeito nisso: “Quem não é visto, não é lembrado!

E não queira ser lembrado apenas por ser, seja lembrado por ser uma pessoa de bem, que faz um trabalho especial, que divide seu conhecimento com as pessoas de forma generosa, que quer deixar um nome e uma marca da qual elas falem com carinho e que você falará com orgulho toda vez que contar sua história.

Espero com esse texto te motivar a criar uma marca pessoal forte, manter sua audiência engajada através da sua autenticidade e de um trabalho feito com excelência. Eu sei exatamente o que é começar com 1 seguidor. Sei exatamente o que é estudar para entender métricas e algorítimo, sei o que é trabalhar dando conta de tudo, inclusive das redes sociais, sem grana para contratar ajuda. Eu te entendo e ainda assim estou aqui pra dizer que é possível.

Acreditar naquilo que fazemos é a primeira força motivadora da qual você precisa para sair da sua zona de conforto, deixar a vergonha e a timidez de lado, parar de colocar uma séria de desculpas que te impedem de começar hoje, agora!

Até o próximo post.

Beijos, com carinho,

Lu.