A primeira coisa que eu pensei ao idealizar o blog é que falaria única e exclusivamente do que eu gosto e acredito. Se eu mostrar uma decoração aqui para vocês, ela me agradou de verdade e eu faria para o meu filho. Se eu for falar de alguém, vou falar de maneira carinhosa porque é o meu jeito de ser, porque aquela pessoa foi gentil e carinhosa me respondendo e topando estar aqui conosco e se eu falar de um amigo, aí já era, senta que vem post grande porque meus amigos valem ouro!

Tá Lu, porque cargas d’agua começar o post falando tudo isso? rs
Porque a pessoa que vai contar um pouco mais para nós hoje, além de MASTER talentosa, é uma querida para mim, ursa carinhosa, sorridente, gentil e um detalhe importante, é ocupada gente, e mesmo assim, com todo carinho do mundo, separou um tempo do seu dia atribulado, com internet ruim, para responder algumas perguntas para que eu pudesse dividir aqui com vocês. 

É ou não para morrer de amores?

O trabalho dela já integrou mais de uma vez as páginas da revista Cake Design. Os bolos são lindos de doer e selecionar as fotos foi tarefa para Luana James Bond, rs, de tão difícil. Ela é uma simpatia, super tímida e nada convencida (eu seria com tanto talento! =p).

Com vocês, minha amiga Luana Cataldo, A Chocolarteira.


Nome, idade e área de atuação.
Luana Cataldo, 28 anos, trabalho com bolos e cupcakes decorados.

Como você se tornou cakedesigner/patisserie?
Foi completamente por acaso. Eu era estudante de engenharia e quando minha filha nasceu, resolvi trancar a faculdade nos primeiros meses e acabei vendo muito programa feminino, onde sempre tinha profissionais que faziam bolos e doces e fiquei curiosa com esse meio. Uns dois anos depois, nas férias, ao invés de tirar a carteira de motorista, me matriculei num curso de bolos pra iniciante. Foi aí que tudo começou. 

Há quanto tempo trabalha nesse segmento?
Desse primeiro curso até hoje foram 5 anos, mas profissionalmente trabalho na área a 4 anos. 
Porque se especializou mais no trabalho voltando para o público infantil?
Trabalhar pro público infantil acaba sendo um início natural pra quem está começando. É um publico muito mais acolhedor e amplo, menos segmentado como o de casamento. Fora que é um trabalho muito mais divertido e estimulante, tem sempre coisas novas pra se desenvolver.
Qual a principal característica do seu trabalho?
Por incrível que pareça, eu não sei detalhar características do meu trabalho, acho que outras pessoas fazem isso melhor. Mas na A CHOCOLARTEIRA prezamos pelo acabamento sempre perfeito e o design personalizado. As pessoas normalmente acham que os bolos são de isopor, rs. Quase nunca usamos maquetes, pois prezamos pelo bolo verdadeiro na mesa. Além disso, todas as modelagens e flores que decoram os bolos são feitos por mim, digamos que é um trabalho 100% autoral, rs. 
Do que você não abre mão na hora de preparar uma encomenda?
Não abro mão de algumas coisas. Cuidar de todas as etapas é uma delas. Que o acabamento seja impecável é outra. E sempre oferecer alguma idéia nova e exclusiva que atenda aquele cliente. 
O que e/ou quais outros profissionais te inspiram?
Tenho inspiração em inúmeros profissionais, cada um com um ponto alto que eu prezo na nossa profissão: Nelson Pantano, da The King Cake; Vera e Camila Madeira; Ana Carrard, da A de Açucar; Ana Salinas; Ron Ben-Israel; Eleonora Coppini, da I Pasticci di Molly, e etc, etc, etc… A lista é bem grande, pois tem muita gente boa trabalhando!
Quais são os seus projetos para o futuro?
Não sou uma pessoa de fazer planos, mas futuramente gostaria de montar meu próprio atelier com um espaço para aulas. 
Para você, o que não pode faltar em uma festa infantil?
O que não pode faltar numa festa infantil? Crianças e bolo pra cantar parabéns!
Que conselhos você daria para quem está começando nessa profissão?
O conselho principal pra quem está começando é estudar muito. Muito mesmo. É uma área muito tecnica e precisamos dominar essas tecnicas pra desenvolver um bom trabalho. Hoje em dia sempre tem novidades e lançamentos, é sempre bom se manter atento e atualizado.
Para os pais que desejam contratar esse tipo de serviço, quais as dicas para garantir um bom profissional?
Procurar conhecer o trabalho do profissional, ver fotos dos seus trabalhos pra saber se ele saberá executar seu pedido; indicação de outros clientes e sempre uma conversa com o profissional. 
Se você tivesse que escolher uma frase que é o norte do seu dia a dia ou uma palavra que o(a) defina, qual seria?
Ih, Lu, me pegou. Sou péssima pra esse tipo de definição, mas digamos que aqui estamos sempre fazendo o nosso melhor.

Bolo para a festa da Julia, a quarta integrante do blog
Minha Filha Vai Casar

Bolo da Fazendinha do Pedro!
A fazendinha jamais teria sido a mesma sem o bolo lindo que ela fez para nós. Uma fazenda inteirinha em forma de bolo, com detalhes impecáveis, impressionantes. 

Bolo para a festa da Bonfa, do Blog Casos e Coisas da Bonfa.

Bolo para a festa Soldadinho de Chumbo do Pink Ateliê de Festas.


Para conhecer mais o trabalho da Lu, fique de olho na fanpage e no blog. Ela está dando aulas particulares super completas para quem deseja aprender a profissão ou aperfeiçoar seu trabalho, não é demais? Todas as informações podem ser encontradas também na fanpage e no blog. 

Eu achei a iniciativa o máximo porque ela tem muita experiência para dividir com vocês!

Espero que tenham curtido conhecer um pouco mais sobre essa profissional maravilhosa. Logo mais teremos outros profissionais de várias áreas aqui conosco. 

Estou muito empolgada, e vocês??

Beijos, com carinho,
Lu