Yo-Ho, Marujos!

É com muita alegria que trago para o blog alguns dos muitos detalhes incrivelmente especiais, feitos para a decoração da festa do meu filho Pedro. Tirar um tema tão revisitado do senso comum não é fácil, ainda mais quando há algumas grandes expectativas colocadas nele: Inserir todos os detalhes que meu filho pediu, fazer uma festa de criança feita para criança brincar, correr e pular de verdade e criar um cenário totalmente interativo, que adultos e crianças pudessem andar por ele, pegar as coisas e ver bem de perto.

Após duas semanas de chuvas ininterruptas no Rio, o dia 21 de Janeiro amanheceu com uma das mais fortes.

Acordei de madrugada para ir ao CADEG e não pude sair no horário planejado porque era simplesmente impossível. Quando melhorou, tomei coragem e fui. Durante boa parte do caminho, vendo o céu carregado, tentei imaginar como  poderia minimizar esse problema da chuva para que as crianças ainda pudessem se divertir bastante com os brinquedos, com os personagens e como eu iria acomodar parte do buffet que planejei deixar ao ar livre para as pessoas se sentirem a vontade para pegar os lanches a qualquer momento.

Sabem quando a esperança é a última que morre? Pois então…

Nunca vi a frase valer tanto, eu esperei com força que a chuva melhorasse, mas ela cessou, completamente, um raio de sol iluminou a parte de trás do condomínio onde moramos, logo em seguida o chão todo secou e perto da hora do almoço o sol apareceu bem forte, nos presenteando com uma das tardes mais lindas de verão do mês de Janeiro.

Todos ficaram muito surpresos, menos eu, acredito muito que a energia que emanamos, os pensamentos positivos e até a fé, são capazes de realizar coisas além da nossa imaginação, e acima de tudo, com chuva ou sol, o dia era do Pedro comemorar com sua família e seus amigos tão queridos, tão esperados, o milagre que é tê-lo em nossas vidas e de como ela foi transformada desde o dia em que soubemos que ele, finalmente, chegaria.

Capitão Pedro e a Baleia Azul

Foram 8 meses planejando, 4 meses produzindo todos os itens, incontáveis caixas, 14 horas de montagem, 52 metros quadrados inteiramente decorados, um espaço pensado no trânsito de pessoas, em itens que pudessem ser manipulados e 6 inter-cenários, para que Capitão Pedro e a Baleia Azul pudesse acontecer.

Gostaria de agradecer a toda minha equipe maravilhosa e meus fornecedores por embarcarem comigo em todas as minhas loucuras, por me ajudarem a fazer acontecer.

Todo o conceito, criação e desenvolvimento do projeto é do Criando e Contando, assim como absolutamente todos os mimos da decoração e a fotografia impecável, dos meus queridos amigos – aos quais jamais poderei agradecer o suficiente – Marcia e Edu da Doce Deleite Fotografia. O projeto maravilhoso dos bolos é da Rosa Pétala Ateliê de Bolos, os doces são das minhas queridas da Puro Doce e todos os biscuits perfeitos, da minha amiga Aline Carrara.

2

3

4

5

7

8

 

9

10

11

12

13

14

15

16

18

 

19

20

21

22

23

24

25

26

27

29

31

32

33

34

36

38

39

40

42

44

46

47

48  49
51

52

 

53

 

 

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

 

 

Beijos,

Lu